Candidaturas nas eleições para Conselheiros da FioSaúde

Confira relação de inscritos no processo eleitoral
De 4 a 7 de dezembro, a FioSaúde realizou eleições para escolher parte dos Conselheiros que atuam na gestão do seu plano de saúde. Esse é um processo democrático, no qual os beneficiários titulares podem se candidatar e votar nas vagas do Conselho Deliberativo da Caixa de AssistênciaEste ano a votação elege um novo Conselheiro Deliberativo e seu respectivo suplente.
 
CONFIRA ABAIXO A LISTA DOS CANDIDATOS INSCRITOS (já na ordem dos números sorteados). 
 
CANDIDATOS PARA O CONSELHO DELIBERATIVO (veja no fim da tela os textos de divulgação das candidaturas):
 
1 - José Carlos Couto Fernandez
Servidor do IOC
Depto: Laboratório de AIDS e Imunologia Molecular
 
2 - Claudio Vasconcelos
Servidor da ENSP
Depto.: SECOM
 
3 - Carlos Magno Ramos
Servidor da Fiocruz,
aposentado desde 2014

4 - Rosane Curi de Souza
Servidora aposentada
da ENSP/Fiocruz desde 2017

5 - Silmar Barbalho da Silva Braga
Servidor do IFF
Depto: Núcleo de Vigilância Hospitalar
-----------------
TEXTOS DE DIVULGAÇÃO ELABORADOS PELOS PRÓPRIOS CANDIDATOS:
 
José Carlos Couto Fernandez
Há 32 anos na Fiocruz, Doutorado em Biologia Celular e Molecular pelo IOC, Fiocruz, 2000. Pesquisador Titular em Saúde Pública do Laboratório de AIDS e Imunologia Molecular, IOC. Experiência em Biologia Molecular de Retrovírus e Pesquisa Clínica em HIV/AIDS. Atua em: diversidade do HIV-1, caracterização genética, Genotipagem da resistência do HIV, bioinformática e filogenia de HIV-1. Coordenador do Laboratório de Referência Nacional da Organização Mundial da Saúde (OMS/WHO) para Genotipagem e Vigilância da Resistência Transmitida do HIV-1 aos antirretrovirais (HIVResNet). Coordenador da Rede Nacional de Laboratórios para Genotipagem do HIV-1, Novos Alvos Terapêuticos do Ministério da Saúde durante 2008 a 2015.
Tenho como proposta contribuir para o aperfeiçoamento do Fiosaúde, em especial para que ele se mantenha como um plano de qualidade e acessível para todos. Para tanto, pretendo:
- ampliar e aperfeiçoar a comunicação e o acolhimento de demandas dos beneficiários do Plano. / - contribuir com propostas que tornem o plano mais barato e acessível a todos. / - propor mecanismos de redução de custos sem perda da qualidade assistencial. / - estreitar o relacionamento do Conselho Deliberativo com os órgãos reguladores. / - promover maior interação com outras operadoras de autogestão. / - difundir amplamente informações e indicadores de desempenho do plano. / - facilitar o acesso dos usuários à gestão do Fiosaúde. / - contribuir para o aprimoramento da gestão do Fiosaúde.
 
Claudio Vasconcelos
Busco com minha participação, juntamente com os demais colegas do conselho, contribuir para que nosso plano de saúde possa ser aprimorado com sustentabilidade, sem onerar o servidor e participante de forma avassaladora como vem ocorrendo durante estes anos.
Tentaremos buscar alternativas para as mais diversas mazelas que perduram por anos, com valores absurdos, aumentos anuais totalmente incompatíveis com os salários dos servidores que não tem o mesmo índice de aumento e buscar mecanismos para resgatar os demais colegas de trabalho que em virtude das questões financeiras estão abandonando o plano de saúde, ficando a mercê dos hospitais públicos, que infelizmente encontra-se em estado precário em virtude das más gestões de nossos prefeitos e governadores.
Tentaremos também, propor maior transparência nas atividades, contas e ações pertinentes ao nosso plano de saúde, de sorte a propiciar aos participantes mais tranquilidade e conhecimento de onde está sendo aplicado suas mensalidades.
 
Carlos Magno Ramos
Servidor Publico Federal desde 1981 no cargo de administrador tendo ingressado na Fundação SESP/MS. Redistribuído para a Fiocruz em 2001 quando assumi a Direção do Fioprev, onde me encontro até hoje. Desde 1981 exerci as funções Diretor Administrativo da Fundação SESP em Rondônia e na Bahia.  Diretor Geral de Administração na Presidência da Fundação SESP no Rio de Janeiro. Diretor Adjunto de RH na Presidência da FUNASA em Brasilia. Diretor Adm/Financeiro do Instituto Vital Brasil, em Niterói. Diretor Superintendente do Fioprev desde 2001. Gestor do Fiosaúde até 2011. Coordenou a implantação da Policlínica em 2005. Responsável pela criação da Caixa de Assistência Oswaldo Cruz – Fiosaúde.
Minhas propostas: Revisão do Estatuto da Fiosaúde, com extinção do Conselho Deliberativo e sua substituição por um Conselho Consultivo passando as decisões sobre o plano para Assembleia de beneficiários. Eleição do Diretor Presidente da Caixa pelos Beneficiários. Buscar  uma nova opção de gestora do plano em substituição ao atual modalidade de autogestão, visando reduzir a pesada e cara estrutura administrativa da Caixa e ampliar a oferta do plano a outras categorias de trabalhadores da Fiocruz e instituições afins.
 
Rosane Curi de Souza
Atualmente servidora aposentada, tendo trabalhado durante 32 anos e 9 meses no setor público, durante 23 anos [1994-2017] na Fundação Oswaldo Cruz, no Centro de Estudos de Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Durante nove anos [1985-1994] foi servidora da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Formação acadêmica: Graduada em Psicologia há 30 anos, Mestre em psicologia Social, pós-Graduação lato-sensu em Psicologia do Trabalho e Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana. Experiência Profissional: Inicialmente no IBGE atuei nas áreas de editoração, saúde ocupacional, recursos humanos [recrutamento, seleção, treinamento, coordenação de estagiários, dentre outras atividades]. Atuei como Chefe do Setor de Recrutamento, Seleção e Treinamento/Diretoria de Geociências e como Chefe de Serviço de Aperfeiçoamento de Recursos Humanos/Gerência de Recursos Humanos. Na Fiocruz atuei nas áreas de: pesquisa [coordenando e desenvolvendo projetos com produção de materiais educativos audiovisuais e impressos]; ensino [docente e coordenadora de cursos e módulos na pós-graduação em diferentes setores internos e instituições externas; e docente em cursos de nível médio/EPSJV] e serviço [avaliação neurocomportamental de crianças e adolescentes expostos a agrotóxicos e de trabalhadores expostos a substâncias tóxicas [agrotóxicos, chumbo, mercúrio, solventes, dentre outras]. No setor educacional privado fui docente nas áreas de Graduação e de Pós-Graduação Lato Sensu: Administração Hospitalar; Psicologia; Psicologia do Trabalho; Medicina do Trabalho e Enfermagem do Trabalho, dentre outras áreas. A minha experiência profissional geral, bem como com o sistema hospitalar privado e público, tanto em nível particular quanto profissional, além de estudos informais que venho realizando sobre a atual realidade dos planos de saúde de diferentes categorias, me estimulam a tentar contribuir para a melhoria na gestão do FioSaúde de modo a beneficiar os atuais associados e estimular, com novas ideias, a captação de novos associados; além de tentar coletivamente estratégias que possibilitem uma melhor comunicação institucional e permitam um fortalecimento do FioSaúde diante do cenário preocupante que se apresenta com as mudanças no Governo Federal.
 
Silmar Barbalho da Silva Braga
Ingressei no IFF\FIOCRUZ em 1989 no setor de Estatística do Departamento de Informação e Documentação cujas atribuições eram  coleta de dados, emissão de relatórios que serviriam de base para o sistema de custo  do setor de planejamento.
Em 2012 ,fiz parte da equipe do setor de informática, as minhas funções eram dar treinamento de planilhas do Excel e outros programas de Estatística.
Em 2012 fui convidado a reestruturar o Serviço de Assessoria Jurídica e Financeira, cujas funções eram fiscalização de contratos de mão de obra continuada, acompanhar as planilhas de cálculos das licitações, conferir cálculos de repactuação de contratos e outras atividades correlatas. Atualmente estou lotado no NVH/CCIH.
Formação Acadêmica: Graduação em Estatística (UERJ) e atualmente terminado curso superior de Licenciatura Matemática - EAD/ UFF.
Cursos Extensões: Gestão Hospitalar FIOCRUZ/ISL; Big Data e Data Science-FGV-RJ e Gestão de risco fiscalização de contratos; Revisão, Reajuste e Repac. de contratos - Praxis GVP-Brasil.
 
   Acesse links:

Edital de   convocação das eleições
  

 

Cronograma eleitoral  
 
A participação dos beneficiários titulares traz representatividade ao Conselho. Por isso, é importante atuar nesse processo – votando, para fazer parte da gestão deste plano de saúde que é de todos os seus beneficiários!
----------------
Leia também o ESTATUTO da FIOSAÚDE e conheça mais sobre a atuação dos Conselheiros do plano.
----------------
Eleições acontecem de 4 até as 16h de 7 de dezembro pelo site vote.fiosaude.org.br

  

Enviado por comunicacao em qua, 21/11/2018 - 13:50.
Ver outras notícias sobre